Recrutamento: Presente e Futuro

Numa época, em que cada vez mais se assiste a uma rápida mudança nos paradigmas e na sociedade em geral, incrementada pela revolução digital, é importante conseguir recrutar de forma a espelhar esta realidade nas empresas. Assim, é essencial percebermos a importância e a mais-valia que a diversidade aporta às empresas, permitindo a identificação de um grupo cada vez mais abrangente de pessoas.

Esta é uma questão basilar, se pensarmos nas várias gerações que constituem os quadros das empresas. Hoje em dia, convivem em simultâneo quatro gerações: Baby Boomers, Geração X, Millenniuns e a Geração Z, que inicia neste momento o seu percurso profissional. A diversidade que daqui advém implica, hoje mais que nunca, que os líderes estejam preparados para dedicar tempo às suas pessoas, “colocando-as na agenda” por forma a conseguir ouvi-las e motivá-las de acordo com os seus interesses, alinhando-os, também, com o negócio.

Paralelamente, esta nova realidade multigeracional fomenta a necessidade de se apresentar projetos inovadores, que se desenvolvam em ambientes informais e tecnológicos que permitam trabalhar em rede, integrando as mais-valias que os vários intervenientes trazem para dentro das empresas.

Por conseguinte, é essencial que o recrutamento quebre, cada vez mais, os preconceitos que existem, não escolhendo pessoas de forma rígida, mas sim tendo, cada vez mais atenção, às soft skills, nomeadamente às que capacitam as equipas com pessoas criativas e inovadores, pois é isto que acrescentará valor.

Filipa Inácio